Os hábitos da Geração Z nas Redes Sociais



Esqueça da Geração Y - também chamados de Millennials. Eles estão ficando pra trás. Estamos aqui para falar com vocês sobre a nova geração: a Geração Z.


A Geração Z (GZ) são aquelas pessoas nascidas a partir de 1995 - eles cresceram com uma variedade incrível de tecnologia, apps e social media. E eles têm um poder econômico de $44 bilhões, fazendo deles a nova aposta como consumidores para as empresas. Veja o que você precisa saber deles.



O que os Social Marketers precisam saber sobre a GZ


Eles vivem uma vida dupla


Preocupados com terem sua personalidade online descoberta pelos pais, a GZ sabe a importância de separar a vida real da vida nas redes sociais. Eles usam pseudônimos, nicks, e apelidos para não serem descobertos no mundo virtual. Eles inclusive são adeptos do “Rinsta’ e “Finsta” - contas reais e falsas no Instagram - esta onde eles publicam coisas mais privadas e engraçadas.


Atenção: Uma vez que a pesquisa de público é vital para a criação de buyer personas, as empresas devem achar outros meios de interagir com esse pessoal. Considerem usar apps de mensagem, onde a interação é mais pessoal e privada.



Eles são resistentes à propaganda


Menos de 25% deles são receptivos à propagandas online. E apesar de serem mais positivos do que outras gerações em relação à possibilidade de pular alguns anúncios, eles são totalmente contra adds invasivos.


Atenção: Uma boa forma de aproach pode ser usando social media influencers (e já falamos um pouco desse assunto). Eles confiam mais em alguém que os representa e que seja sincero - mesmo fazendo propaganda para alguma marca.



Eles se entendiam com facilidade


A GZ tem, em média, uma atenção de 8 segundos - menos que os 12 segundos da Geração passada. Isso faz com que eles sejam um grupo difícil de atrair, uma vez que já usam bloqueadores de anúncios e também dividem a atenção com outras telas enquanto o que querem ver não surge diante dos seus olhos.


Atenção: Tente renovar sempre as ideias dos seus anúncios e sempre surja com algo novo, que está no universo deles no momento. Uma outra forma também e ver como as outras marcas estão se comportando.



Eles querem engajar-se


Mais do que qualquer geração anterior, a GZ está disposta a dar a opinião deles. Em uma pesquisa feita pela IBM, 42% disseram que fariam revisões em produtos e serviços. A GZ quer fazer parte de uma comunidade colaborativa, onde opiniões e ideias são facilmente trocadas. Isso significa que eles estão abertos a engajar também com as marcas.


Isso é uma boa notícia, uma vez que as empresas podem usar várias táticas como social listening, pesquisas, enquetes e muitas outras.


Mas lembre-se que eles estão abertos a comentar e opinar sobre tudo - inclusive sobre suas falhas na hora de gerir as redes sociais.


Atenção: Já que 85% da Geração Z pesquisa sobre os produtos antes de qualquer compra, pode apostar que essa geração terá uma posição forte sobre todos os serviços, como suporte ao cliente, informações do produto e conteúdo compartilhado nas redes sociais. Por isso, sempre fortaleça e muna de informação todos os setores e responsáveis por processos na sua empresa.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square